As fotos deste Blog são de mérito de quem as tirou. O crédito mencionado a cada foto é de quem possui cópias ou até mesmo as originais.

31 maio 2011

Rua Santo Antônio, década de 1980 (arquivo doado à Maria do Resguardo).


12 comentários:

  1. Qual prédio horroroso essa casa virou?

    ResponderExcluir
  2. Assim como tantos outros, é um bem horrível que fica entre a rua Floriano e a rua Paleta. Toda a extensão desse terreno, que era enorme, virou um paredão de prédios na rua Paleta.

    ResponderExcluir
  3. A vida é assim, se não fossem os prédios, provavelmente seria um terreno abandonado até hoje.
    Se fosse para preservar tudo que o pessoal deseja, a cidade estaria lotada de terrenos abandonados e casas caindo aos pedaços.

    ResponderExcluir
  4. Na boa, discordo. Acho que ninguém falou em abandono, e sim em preservação, memória, história e qualidade de vida.
    Se todos pensassem como vc, não existiria Paris, Roma, Ouro Preto e tantas outras cidades que arrecadam anualmente milhões em turismo.
    Não existe futuro sem o conhecimento do passado.

    ResponderExcluir
  5. O problema Laura, é que juiz de Fora não se enquadra no perfil das cidades acima citadas. Estive recentemente em Sao Luis - MA , e apesar do centro historico estar bem preservado, ainda assim existem casas caindo aos pedaços.
    Em Juiz de Fora não existem imovéis com valor histórico concentrados em um só lugar, o que desestimula o caráter turistico.
    Sou totalmente a favor dapreservção, mas acho que nem tudo vale a pena.

    ResponderExcluir
  6. Qndo vejo uma casa sendo demolida dou graças a deus !!!! E um avanço para a cidade, desenvolvimento. Realmente existem muitas casas com arquiteturas deslumbrantes, mais é passado e oq passo passo ... Querem ver imoveis classicos, antigos e refinados pequem o carro q em menos de 1 hr estamos em petrópolis e lá sim podemos apreciar um enorme museu a ceu aberto !!!! Vlw

    ResponderExcluir
  7. Dr. Ricardo A Salgueiro27 de julho de 2011 08:14

    O problema é que há uma enorme falta de visão nos administradores locais, senão má-fé pública. Ao invés de, por exemplo, construirem um prédio novo, de arquitetura discutível, caro e superfaturado, poderiam aproveitar áreas ajardinadas para instalação de repartições, adptando a estrutura para tecnologia atual.
    Quanto a dispersão de prédios, amigo Rodrigo, nada justifica destruir um patrimônio cultural e histórico só porque está distante dos demais. Neste seu raciocínio, destruir-se-ia o Museu Mariano Procópio só porque não está ao lado do Parque Halfeld, ou vice-versa.
    Concordo com a amiga Laura Nery, preservar o máximo.

    ResponderExcluir
  8. Em 1979 o caseiro dessa casa, foi morto a facadas.

    ResponderExcluir
  9. Essa casa foi conhecida como Mansão do Tostes.Tinha essa entrada pela Rua Santo Antônio e uma na lateral que dava para a Rua Constantino Paleta. Essa pessoa que foi assassinada se chamava João Macedo, que por sinal trabalhava comigo e não era caseiro, simplesmente estava morando no sentido de guardar a casa para que não houvesse invasão. Já que nela havia vitrais, maçanetas, biombos antigos que seriam retirados antes da demolição. Foi ali construídos 6
    edifícios pela Construtora Solar Empreendimentos.

    ResponderExcluir
  10. Esse Rodrigo deve ser dono de construtora. Trocar essa linda mansão (só estava descuidada) por aqueles prédios horrorosos, um colado no outro? Construiram no terreno da casa uns pombais verticais, horríveis, descaracterizando a cidade.

    Por conta de pessoas como o Rodrigo é que o colégio Stella Matutina foi demolido!

    ResponderExcluir
  11. Tudo é sempre dito e redito, mas, um dia vamos conseguir o escalpo desses demolidores que se escondem em escritórios - olha o diabo!

    ResponderExcluir
  12. Maldita Construtora Solar Empreendimentos! Futuro de Ruína empresarial te aguarda!

    ResponderExcluir