As fotos deste Blog são de mérito de quem as tirou. O crédito mencionado a cada foto é de quem possui cópias ou até mesmo as originais.

31 janeiro 2012

Piscina suspensa do Sport Club Juiz de Fora, março de 1963 (arquivo do Blog Maria do Resguardo).


Enquanto essa moça de lindo sorriso curtia o verão de 63, eu estava na maternidade nascendo, sob o signo de peixes. Seis anos depois eu entrava naquela casa, em destaque no alto do morro, até então abandonada, para brincar! Anos depois ela foi demolida.
Foto colorizada por Ronisch Baumgratz.


6 comentários:

  1. E lá no fundo as casas da rua Henrique Vaz. E atrás dela, o leito da Leopoldina. Bela foto!

    ResponderExcluir
  2. Marcelo, durante muito tempo, eu avistava da janela do meu quarto, bem distante dali, aquela casa em destaque no alto do morro. Ela ficava totalmente isolada, e se não me falha a memória era cor de rosa. Com o passar dos anos, os novos edifícios encobriram essa vista e não sei precisar qdo ela foi demolida.

    ResponderExcluir
  3. Ela foi demolida no início da década de 1970, encontrava-se em ruínas com uma cor cinza parecendo que era branca e que com a chuva e o tempo ficou desbotada.Eu lembro de uma vez que quando passava com meu pai por ali, entramos nela, e encontramos um saco de roupas dando entender que alguém dormia na casa.Próximo a casa tinha um enorme abacateiro, que na foto ele ainda não existia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morei na rua que finalizava com aquela casa, sentia muito medo por ela ser isolada,meus irmãos que gostavam de explorar ,e chegavam com muitas histórias de medo.

      Excluir
  4. Quem será a moça da foto? Será que ela ainda está viva? Será que se casou, teve filhos e se mudou para a Austrália ou será que continua morando perto do Sport?

    Bom, presume-se que se ela está viva deve estar atualmente com mais de 65 anos a julgar pela foto e pela data (1963).

    A vida passa tão rápido que quando a gente percebe aquele prédio que a gente admirava já foi demolido, aquela paixão inesquecível virou uma vaga lembrança e as amizades da juventude sumiram no mundo!

    ResponderExcluir
  5. Acho que é a Ângela, uma das musas da cidade em 1963, se não me engano namorada do Zé Campim, um dos fodões da época que tinha um Chevrolet Impala

    ResponderExcluir