As fotos deste Blog são de mérito de quem as tirou. O crédito mencionado a cada foto é de quem possui cópias ou até mesmo as originais.

16 agosto 2013

Bairro Grama?, em agosto de 1965 (arquivo do Blog Maria do Resguardo).


11 comentários:

  1. Meu vizinho tinha um carro igual ao da foto; alguém sabe dizer o nome deste modelo por favor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este é um Austin A 20, existia o A 40 com a frente mais vheia.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Por que os dois comentários foram removidos?

    ResponderExcluir
  5. Eu estou sem tempo para fazer novas postagens, e ainda tenho que apagar comentários de mau gosto e com palavras que desrespeitam os leitores e seus familiares, que tem seus parentes homenageados aqui no blog. Motivo pelo qual apaguei os comentários.

    ResponderExcluir
  6. Lembro-me de ter comentado esta foto. O meu comentário, que não mais aparece, era sobre a identidade do homem que aparece e sobre o local. Afirmei então, e reafirmo agora, que o homem parece ser o falecido sr. José Horizonte, meu vizinho, e que o local é a ponte sobre o ribeirão das Flores, próxima à entrada da Rua das Flores, antes da Vila São José, no Bairro Grama. Pela idade aparente do sr. que aparece na foto, a época deve ser entre o fim da década de 1960 e o início da década de 1970. Chamo-me Aloísio Marioni Abib e resido no bairro Grama há mais de 50 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Meu nome é Glaucia Garcia, sou historiadora e estou fazendo uma pesquisa sobre minha história familiar.

      Sou neta de Perina Marioni, que viveu na região de Rio Novo, MG, nas primeiras décadas do século XX. Ela era filha de Benjamin e Rosa Marioni e irmã de José Marioni, nascido em Buenos Aires e morador de Grama.

      Em minha pesquisa, procuro refazer a trajetória da Itália até Minas e entender como chegaram a Grama. Além da Argentina, encontrei registro de batismo de uma filha, Thereza, no estado de São Paulo, no ano de 1904.

      Meu pai, Antonio, nasceu em Rio Novo, em 1922, e mudou-se para o Rio de Janeiro, na década de 1940. Minha avó Perina faleceu quando ele ainda era um bebê. Acredito que o tio de papai, José Marioni, seja seu parente, por isso resolvi escrever, para, quem sabe, trocarmos informações.

      Agradeço muito por qualquer informação e aproveito para desejar um 2021 com saúde e paz,

      Glaucia

      Excluir
  7. Oi sou do rio de janeiro,e o sonho do meu pai é voutar para o bairro de grama de onde ele saiua cinquenta anos atrás...mais tememos não conseguir achar o lugar de onde ele era...a rua a qual ele morava chamava se (rua de dentro)...próximo ao hospital João Penido...se alguém poder me ajudar???.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O local é de fácil localização. Quando for vir pode contar comigo que te dou todo o suporte necessário.

      Excluir